Taxa mensal

Projeto de lei quer equalizar valor para todos os condôminos.

Deputados querem que taxas de condomínio de um mesmo prédio sejam iguais, independente do tamanho do apartamento

Proposta exige que moradores paguem o mesmo valor em todo o edifício
A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 5035/13, do deputado Antonio Bulhões (PRB-SP), que muda a forma de cálculo do valor dos condomínios para garantir que todos os moradores paguem o mesmo valor.
A proposta altera a Lei dos Condomínios (4.591/64), que admite a possibilidade de a fixação da quota no rateio corresponder à fração ideal de terreno de cada unidade. Como essa variável depende da área da propriedade, há casos em que moradores das unidades maiores pagam valores proporcionais, ou seja, mais elevados.
Pelo projeto, fica estabelecido que a quota-parte no rateio corresponderá à divisão do valor total das despesas do condomínio pelo número de unidades autônomas da edificação, ou seja, cada apartamento pagaria um valor igual ao outro, segundo a proposta de Bulhões.
— Os condôminos, independentemente das frações ideais de suas unidades, fazem igual uso das áreas comuns das edificações, utilizam os mesmos elevadores, o mesmo hall de entrada, o mesmo salão de festas, as mesmas áreas de lazer e os mesmos serviços de limpeza das áreas comuns.
Para o deputado, não há qualquer tipo de privilégio ou distinção entre os condôminos.
— Assim, por que uns devem pagar uma taxa de condomínio mais alta se não gozam de qualquer privilégio?

Tramitação

O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Desenvolvimento Urbano; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: R7