Rotina de cuidados para objetos das áreas comuns: tapetes

Os tapetes são peças indispensáveis nas áreas comuns do condomínio. Eles embelezam, garantem a limpeza e evita a entrada de bactérias. Mas é preciso inserir na rotina alguns cuidados aos tapetes para que eles tenham vida longa e útil.

Seja na entrada principal e de serviços, ou nas portas das unidades, os moradores e visitantes de condomínios são recepcionados com carpetes e tapetes. Eles são utilizados não apenas para limpar os sapatos – conservando, assim, o ambiente de sujeira e bactérias -, mas para embelezar e identificar o prédio e os apartamentos. Há quem acredite que os tapetes estão em desuso, engana-se: a cada ano, surgem produtos mais resistentes e de fácil limpeza, garantindo um mercado em ascensão. As fábricas acompanham as principais tendências e oferecem uma variada linha de produtos que atendem tanto aos projetos mais modernos como os clássicos, com as mais diversas cores, tamanhos e materiais, que devem ser levados em consideração na hora de escolher o que seja ideal para o condomínio. Há muitas crianças, ou a população de idosos é maior? Esta e outras perguntas devem ser respondidas antes de escolher o melhor tapete para o condomínio.

Quanto ao material, os mais conhecidos são os tapetes de nylon, borracha, alumínio e coco. Há dois tipos de nylon: 6 e o 6.6. Pesquisas mostram que produtos fabricados com as mesmas especificações técnicas nos dois tipos de nylon têm rendimentos diferentes. O nylon 6.6 suja menos, amassa menos e tem maior resistência ao desgaste. Junto com um nylon última geração, é necessário aliar as formas de produção e as especificações de cada produto: a densidade dos fios, que interfere na penetração do pó – quanto maior a densidade dos fios, menor a penetração de pó, menor o amassamento e menor o desgaste e maior a resiliência. Deve-se prestar atenção também à espessura de fio: elas devem ser consideradas sem a base do tapete, diferente de como é medida pela maioria das empresas que mede espessura total.

Antiderrapantes

Os tapetes de borracha reciclada e antiderrapante são muito utilizados em elevadores e áreas de muito movimento nos condomínios. Eles são ideais para remover a terra ou o pó dos sapatos e de objetos. É muito resistente e decorativo, fazendo lembrar os tapetes de ferro batido, com a vantagem de não pesar tanto nem ganhar ferrugem, além de serem antiderrapantes. É muito fácil de limpar: basta sacudi-lo, varrê-lo ou enxaguá-lo sob água corrente. Os pisos emborrachados formam uma superfície antiestática, mas é preciso cuidar bem destes tapetes, pois eles podem ser danificados pelo uso de limpadores fortes. Para eles ficarem com aspectos de recém-encerados, é só adicionar uma xícara de amaciante de roupas a meio balde de água. A maneira mais rápida de limpar um piso emborrachado é usando uma solução de limpeza multiuso.

Ocasionalmente, é preciso remover a cera acumulada com um limpador ou removedor de cera. Após a remoção, é preciso passar duas camadas finas de cera autobrilhante e deixar secar entre as passadas. Para remover marcas de sapatos do piso emborrachado é só misturar pó de aço em cera líquida com um pano úmido. Produtos à base de solvente podem amolecer e danificar o piso emborrachado. Além disso, é aconselhável manter esponjas de limpeza, sabões fortes e água quente longe dos pisos emborrachados.

Problemas

Quando o tapete estiver queimado, manchado ou descolorido, é possível aplicar métodos simples para recuperar a beleza original do tapete. Se o removedor de manchas usado alterar a cor do tapete, é melhor distribuir uma tinta acrílica em pequenos pontos. Se a tinta acrílica não funcionar, um marcador de texto ou um marcador de caneta permanente da cor apropriada podem ser úteis. Para elevar as marcas deixadas no tapete por móveis pesados, uma vaporização com um ferro a vapor perto o suficiente pode resolver o problema, mas o ferro não pode encostar nas fibras, principalmente se elas forem sintéticas, porque elas poderiam derreter. Se a fibra de um carpete estiver solta, corte no nível da superfície. Se você tentar remover a fibra, irá correr o risco de desemaranhar parte do tapete. Para consertar uma grande área queimada, será preciso recortar a área danificada e substituí-la por um remendo de tamanho e formato idênticos. Após esta etapa, deve-se prender o novo pedaço de tapete com uma fita dupla-face específica ou com uma cola de látex.

Fonte: Jornal do Síndico