Roteiro para inspeção predial

Formulário para checagem de rotina da estrutura do prédio

Ano novo, vida nova! Pelo menos para a manutenção das áreas comuns do condomínio, essa verdade pode – e deve – ser posta em prática!

E para economizar de forma inteligente o ano todo, evitando ao máximo surpresas e reparos emergenciais, que geralmente impactam em gastos inesperados, o mais indicado é ter uma boa rotina de inspeção predial.

“É uma forma muito eficiente de economizar. A projeção é que cada real usado em manutenção evita que no futuro sejam gastos quatro vezes mais”, aponta o engenheiro Velloso, diretor da empresa VIP, Vistorias e Inspeções Prediais.

Um ponto levantado pelo engenheiro é que o zelador pode saber apontar quando algo não está em seu perfeito estado, mas nem sempre vai conseguir saber a origem do problema ou como consertar.

“Nesses casos, o melhor a ser feito é contar com um fornecedor especializado”, ressalta.

Veja abaixo uma sugestão de rotina para ser implementada no seu condomínio, que deve ser execuatada todas as semanas.

Dica: Este formulário e entregue-o ao Zelador

NO TOPO

 

VERIFICAR EM ORDEM? SIM / NÃO PROBLEMAS PROVIDÊNCIAS
Caixas d’água
Antena Coletiva
Laje
Pára-raios
Sala de Máqs / Elevador
Fissuras, trincas…

 

EM CADA ANDAR

 

Portas corta-fogo
Extintores
Mangueiras / incêndio
Luz de emergência
Minuterias
Iluminação
Parte elétrica
Elevadores
Interfones
Lixeiras
Escadarias
Pintura
Janelas
Fissuras, trincas…

 

TÉRREO / SUBSOLO

 

Geradores
Playground
Piscinas
Salão de Jogos
Móveis / conservação
Salão de festas
Quadras
Lixeiras
Garagem
Hall Social
Piso / conservação
Jardim
Sauna
Sistema de Segurança
Vazamentos
Vidros
Central / Interfone
Portaria / guarita
Porteiro eletrônico
Pintura
Uniformes / funcionários
Gás / instalações
Elétrica / instalações
Hidráulica / instalações
Bombas d’água
Quadro de força
Portões
Limpeza geral
Banheiros
Cozinha
Hidrantes
Hidrômetro
Fissuras, trincas…

 

Nome do Zelador: _______________________
Ass.: ______________________ Data: ___ / ___ / ___

 

Fonte: SindicoNet