Poupe energia dentro de casa

Muitos brasileiros não são conscientes na escolha de eletrodomésticos e de equipamentos eletroeletrônicos e acabam não dando o devido valor aos que consomem menos energia.

Mas estes modelos mais modernos, apesar de muitas vezes serem mais caros, poupam energia e são, seguramente, um ótimo investimento. E o meio ambiente agradece…
Optar por aparelhos com o selo do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel), com informações sobre a eficiência energética, é uma boa alternativa. Confira outras medidas para reduzir consumo de energia, baseadas em mudanças de hábito bem simples:

Lembre-se de quem são os maiores vilões: refrigerador, freezer, chuveiro e ar condicionado e controle o uso dos quatro.

Mocinhos não existem. Qualquer equipamento mal utilizado vira vilão. O papel de bonzinho deve ficar para o consumidor.

Chuveiro: quando não estiver fazendo frio, mantenha o seletor na posição “verão”. E reduza o tempo do banho.

Geladeira: é bom desligá-la para degelo e limpeza sempre que se formar uma crosta de gelo. Caso contrário, o rendimento é reduzido vai demorar mais para congelar a carne, por exemplo. Nunca a encoste na parede, pois acaba gastando a mesma energia para produzir menos frio. Deixe um espaço mínimo de 15 centímetros dos lados, acima e no fundo do aparelho (ou siga as instruções do fabricante).

Termostato: depende da temperatura ambiente e do volume de produtos dentro da geladeira. Se estiver cheia, selecione um nível mais alto. Se estiver vazia, coloque numa posição mais baixa. Considere também o número de vezes que você abre a porta do eletrodoméstico: quanto mais tempo ele ficar fechado, mais baixo pode ser o nível do termostato.

Ar-condicionado: instale um aparelho adequado ao tamanho do ambiente. Proteja a parte externa da incidência do sol, sem bloquear as grades de ventilação.Equipamentos em stand by (com aquela luzinha vermelha ligada mesmo quando estão desligados): apesar de pouca, consomem, sim, energia. O ideal é desligá-los quando você se ausentar por um tempo longo tempo.

No caso da TV, pressione o botão do próprio aparelho, e com computadores, desligue também o estabilizador.

Computador: utilize os recursos de economia de energia.

Tomada: retirar os aparelhos da tomada e colocá-los outra vez com freqüência não os danifica. Apenas tenha cuidado no manuseio para evitar risco de choques.

Lâmpadas: substitua as incandescentes por modelos fluorescentes compactos na cozinha, na área de serviço, na garagem e em todos os locais onde houver luzes acesas durante mais de quatro horas por dia. Uma lâmpada fluorescente de 40 watts ilumina mais do que uma incandescente de 150 watts. E dura 10 vezes mais.

Máquinas de lavar: só ligue a máquina de lavar roupa ou louça quando estiver cheia. Apesar de ter um consumo energético parecido estando cheia ou vazia, quanto menos vezes você utilizá-las, melhor.

Refrigeradores e freezers: devem ser substituídos por modelos modernos quando completarem 15 anos de uso. O investimento feito na aquisição do novo é revertido em economia energética em pouco mais de um ano

Fuja do horário de pico: sempre que possível, não use aparelhos elétricos entre 18h e 21h

Chave geral: desligue-a antes de viajar

Fonte: Programa Casa Segura