Pequenas adaptações em casa garantem mais proteção aos idosos

Maior causa de acidentes entre pessoas mais velhas é a queda. Iluminação, piso e apoios em locais estratégicos são pontos que devem ser observados para se evitar problemas

Para evitar acidentes com idosos e pessoas que têm dificuldades de mobilidade, alguns cuidados devem ser tomados, principalmente nos imóveis residenciais. Naturalmente, isso impactará na qualidade de vida dos moradores, além de deixar o ambiente mais bonito, seguro e confortável. Adriana Lyra, do escritório A Design de Interiores, salienta como a ajuda de alguém que entende da área pode ser útil nesse processo e quais medidas devem ser tomadas. Ela destaca que um dos lugares mais perigosos de uma casa é o caminho do quarto para o banheiro. “E isso tem muito a ver com a iluminação, que deve ser boa e apresentar um interruptor de fácil acesso”, aconselha.

Já a decoradora Rejane Medeiros Furletti ressalta que o banheiro é um local no qual os idosos costumam cair com frequência, e, por isso, é preciso ter muito cuidado, pois as louças podem provocar acidentes, como fratura de membros e crânio. “Primeiramente, caso não tenha como trocar o piso do local, o ideal é colocar tapetes de borracha que grudam no chão, mesmo que seja antiderrapante. Também é preciso colocar as barras de apoio sólidas, que são importantes para evitar que as pessoas usem alternativas de apoio, como as torneiras, que podem agravar ainda mais a queda. As escadas completam o trio crítico de áreas da casa no que diz respeito às quedas. É bom que exista uma sinalização de cor contrastante na ponta do degrau e o corrimão deve ser firme e presente nos dois lados, começando antes da escada e terminando um pouco depois. A altura do degrau também não pode variar.”

Pessoas que já estão na terceira idade precisam de cuidados especiais, por isso devem viver em um ambiente seguro e agradável, o que fará toda a diferença em sua qualidade de vida. O lar de um idoso precisa de adaptações, ao mesmo tempo em que não se deve deixar de lado a beleza e o estilo dos ambientes.

“Contratar um especialista pode ajudar em muitas tarefas que talvez passem despercebidas pelo cliente, como fazer um cronograma de projeto, a escolha de um piso antiderrapante no box e mudar a posição da entrada, tornando-o mais confortável e diminuindo os riscos de um acidente”, garante a designer de interiores. Thaís Merçon, sócia de Adriana no escritório, cita algumas dicas para deixar a casa mais segura. “É preciso prestar atenção aos espaços onde as pessoas circulam dentro da casa. Não deve ter nada que dificulte ou cause dano durante a passagem pela área. Um tapete num lugar errado pode levar a pessoa a tropeçar e cair, podendo até mesmo fraturar algum membro”, diz Thaís.

Porém, Adriana alerta que a atenção a ser dada não se restringe aos pisos. “Os móveis geralmente são problemas na vida das pessoas idosas, pois com qualquer esbarrão ou passo em falso eles podem se machucar. Para evitar esse tipo de acidente o ideal é que os móveis tenham cantos arredondados e, quando possível, estofados.”

Fonte: Estado de Minas, Lugar Certo