O tema é… vida em condomínio

Como Será? (Foto: Reprodução TV)

A palavra condomínio é derivado de condominium que, traduzido do latim, quer dizer “domínio de todos”. Muitas vezes o sonho de se comprar um apartamento pode virar um pesadelo pela dificuldade que vizinhos têm em viver de harmoniosamente.

O especialista dessa semana é o Márcio Rachkorsky, advogado especialista em condomínios, e já alerta que boa convivência é raridade:

– É exceção. Eu visito condomínio todos os dias, participo de assembleias todos os dias e é uma pena pois, em um lugar aonde deveria reinar a paz, as pessoas deveriam se integrar, se entender, infelizmente tem briga, disputa e questão de vaidade entre os moradores – conta. Márcio também alerta para a falta de envolvimento dos moradores.

– Olha, eu tenho uma dificuldade extrema de reunir pessoas em uma reunião. A média de público nas assembleias é de 20% os outros 80 ficam em casa.

A recomendação para a maioria dos conflitos, consiste em três passos: o primeiro, diálogo, que deve ser feito de maneira calma e respeitosa. Persistindo, o segundo passo é  entrar em contato com o síndico e os conselheiros do prédio para auxiliar na resolução do problema. Ainda assim, persistindo, o terceiro passo é cumprir a norma do regulamento, dar advertências e, se necessário, aplicar multas que, graças a um dispositivo na lei, pode tratar a parte problemática como condômino antisocial, autorizando multas cada vez mais caras.

É preciso lembrar que a maioria dos conflitos ocorre pela falta de bom senso das pessoas, que esquecem que o espaço é compartilhado:

– Da porta pra dentro você é dono, mas da porta para fora é uma área comum que todos devem usar com sabedoria, bom senso e cumprindo as normas, conclui Márcio.

Fonte: Rede Globo