O custo x benefício das áreas de lazer

Muitas incorporadoras e construtoras para promoverem seus empreendimentos, antes de tratarem das características do apartamento, preferem promover os projetos das áreas de lazer dos edifícios

piscina 3

Na hora da compra do imóvel, boa parte do valor da unidade está relacionada a essas áreas comuns do condomínio. Os novos lançamentos de apartamentos trazem grande variedade de itens de lazer, buscando atrair um número maior de compradores, porém, quais são os itens das áreas comuns mais usados e quanto pesa no custo do condomínio?

Uma administradora de condomínios realizou pesquisa com 1.200 moradores de diferentes padrões de edifícios para identificar quantas vezes por ano os condôminos usam as diferentes áreas de lazer. A Manager informou que comparou esses dados ao custo de manutenção para o condomínio e constatou que a área comum mais utilizada estava diretamente ligada à necessidade do morador, e não ao lazer, trata-se do Pet Place, usado 98% ao ano, embora represente menos de 1% no orçamento anual do condomínio.

No levantamento da administradora, junto a seus clientes, as quadras foram as áreas mais usadas. A Poliesportiva foi usada 45% ao ano por moradores de até 18 anos e 40% para os adultos, o resultado se inverte na de tênis, 44 % para os maiores de 18 e 40% para os menores.

A quadra de areia também está entre os itens preferidos na pesquisa, com 25% de uso para moradores com até 18 anos e 18% para os adultos. Todos esses equipamentos, de acordo com a administradora de condomínios geram um custo de manutenção anual que representam menos de 1% nas despesas.

Ainda conforme os dados divulgados pela empresa, as áreas específicas para as crianças são bastante utilizadas. Os playgrounds são usados 44% ao ano, a brinquedoteca 45% e o salão de jogos juvenil 49%. Estes itens também têm baixíssima representatividade no custo anual do condomínio.
Entre as áreas de lazer pesquisadas, a que apresentou custo de manutenção mais alto foram as piscinas. O custo da aquecida representou 5,83% nos gastos do condomínio, sendo usada 27% ao ano por crianças e adolescentes e 22% por adultos. A fria gerou uma despesa de 1,67% ao ano, com uma frequência de uso menor (14%) para menores de 18 e ainda menos por adultos (6%).

As academias e salas de ginásticas também estiveram entre os equipamentos mais usados pelos moradores adultos, 38% ao ano, com custo de 2,78%. As áreas destinadas para festas são geralmente utilizadas apenas aos finais de semana, por isso, aparecem na pesquisa entre as menos usadas no ano. Salão de festas, churrasqueira e espaço gourmet têm frequência anual de 2% e também representam menos de 1 % no custo do condomínio anual.

Por fim, o equipamento com menor frequência dos moradores foi o ofurô, com menos de 1% entre adultos, na mesma categoria, a sauna é mais bem frequentada, com 11% em média ao ano, ambos com custo abaixo de 1%.

Fonte: Folha do Condomínio