O bufê vai ao condomínio

Opções diferenciadas, unir tema da festa ao cardápio e bom custo-benefício podem justificar contratação do serviço.

Preparar uma festa no salão do condomínio pode ser uma tarefa bastante divertida – e saborosa – levando-se em conta as várias opções de bufês que podem ir até o local. Do rodízio de pizza à comida japonesa e crepes doces e salgados feitos na hora, contratar os serviços de uma empresa especializada significa ter mais tempo para, por exemplo, pensar em outros itens que tenham a ver com a temática da festa.

É necessário, porém, analisar com cuidado se a contratação de tal serviço vai realmente compensar.

De acordo com Célia Mineiro, do Mesa e Afins, se o grupo de convidados for pequeno pode-se fazer tudo em casa mesmo. “Mas acima de 15 ou 20 pessoas o ideal é contratar um serviço de bufê. E vale a pena usar a criatividade para combinar o material que eles usarão com o restante da festa”, sugere.

Cardápios versus Temática – Há no mercado hoje em dia grande variedade de bufês com comidas típicas de algumas regiões do globo. Imagine, por exemplo, contratar um de comida mexicana, árabe ou italiana e combinar o cardápio com a decoração?

“A escolha de festas temáticas é sempre muito interessante, pois nelas pode-se combinar a comida, a bebida, a música e a decoração, de tal forma que tudo se harmonize. Inspire-se em revistas, livros, internet, troque ideias e pense em tudo o que lembrar o tema para criar: cor, flores, comida, música, bebida, costumes. Com certeza o resultado  será maravilhoso”, opina Célia.

Custo-benefício – Em geral, os bufês aceitam servir em condomínio a partir de um número mínimo de pessoas pagantes. No caso do Le Crep este número é 30, com valor inicial de R$ 45,00 por pessoa.

“O cardápio do bufê é bem variado e vai desde refeições tradicionais até crepes. O convidado se dirige à mesa e solicita o alimento escolhido. Ali mesmo ele se serve de saladas, molhos e temperos e volta para seu lugar. Assim sendo, todo material necessário (pratos, copos, talheres, guardanapos etc.) é disponibilizado de forma coletiva pelo bufê”, explica Caio Correa Leocata.

No caso do Buffet Efraim, que serve, entre outras opções, a alternativa de churrasco em corte ou espetinho, a média de preços por pessoa é de R$ 55,00 para o bufê de churrasco.

William Adão, coordenador de eventos do Buffet Efraim, explica que o principal diferencial da empresa é que, independente das condições do local onde será realizada a confraternização, o bufê está preparado para realizar o atendimento.

“O cliente não precisa se preocupar com nada, temos toda a estrutura para condomínios e demais espaços, como mesas desmontáveis, fogão portátil, coolers, entre outros materiais essenciais para ambientes que não possuem geladeiras, fogões ou tem pouco espaço.”

E as bebidas? – As bebidas costumam ser cobradas à parte e o custo varia de acordo com a opção (água, refrigerantes ou cerveja). Como os bufês costumam disponibilizar os copos – de plástico ou não, de acordo com o combinado previamente – é preciso fazer as contas para ver se compensa mais contratar ou comprar as garrafas e apenas utilizar a estrutura da empresa para servir.

O cálculo recomendável é uma garrafa de cerveja por convidado em uma festa onde haverá somente cerveja, refrigerantes e água; 600 ml de refrigerante por pessoa no caso de haver apenas refrigerantes e água; e 200 ml de água também por pessoa. Ou seja, se o custo individual do bufê para esta quantidade for maior do que o do mercado, então é mais válido comprar fora e aproveitar a estrutura.

 Escolha o cardápio

  • Bufê de crepes: Tradicional, mas ainda assim costuma ser delicioso. Os cardápios variam de acordo com a empresa e o preço, mas normalmente há uma salada de entrada e algumas opções de crepes doces como sobremesa. 
  • Rodízio de pizzas: Este tipo de rodízio costuma agradar a todos os gostos e a estrutura pode ser bastante simples, afinal, pizza dá para comer até em pé, no guardanapo. O cardápio também varia, mas sabores tradicionais como muçarela, marguerita e calabresa normalmente estão garantidos.
  •  Comida de boteco: Quem quer algo com um “ar” mais informal pode contratar uma empresa que sirva comida de boteco. Neste caso, os cardápios podem ter feijoada, bolinhos e quitutes, entre outras iguarias típicas.
  • Comida japonesa: Para as festas onde os convidados apreciam sushis e sashimis uma boa pedida é contratar um bufê de comida japonesa. O cardápio varia de acordo com o preço, mas pode incluir temakis, peixes como salmão e também yakissoba.

Imagem: Cam.bbc

Fonte: iCondominial