Mais cor no seu dia a dia

Uma simples pintura pode renovar completamente a estética e o astral do apartamento. Aprenda como fazer de forma simples

Pintar o teto e as paredes de um apartamento não é tão complicado como se imagina. Para quem não vai contratar um profissional e quer fazer o trabalho por sua conta e risco, antes de qualquer coisa é preciso proteger armários, móveis, piso e tudo o mais que possa estragar e manchar.pintura_ma

As opções de proteção vão de lonas plásticas, papelão e plástico, até o uso da fita crepe azul que, segundo a arquiteta Selma de Sá Moreira, “é mais cara que as tradicionais, mas não solta a cola e não mancha onde for aplicada”.

Na hora da escolha dos materiais, Aldo Sérgio Campanille Santini, gerente de obras da ADS Pinturas, afirma que é preciso optar pelos de qualidade e marcas confiáveis.

“Os principais cuidados são com o uso de uma lixa fina nos batentes de portas e janelas, com a utilização de fita crepe larga e a aplicação correta da massa corrida.”

Caso as cores escolhidas para a nova pintura mantenham um padrão próximo ao da existente, as demãos serão em menor número e a cobertura é mais fácil.

“Quando já existe uma cor escura e a intenção é utilizar uma mais clara, um bom truque é passar uma demão de tinta branca para dar um fundo e só então entrar com a cor escolhida. Desta forma você fará também economia em custos, já que a tinta branca é muito mais em conta do que as pigmentadas que, dependendo da cor a ser utilizada, requerem até quatro demãos”, explica Selma.

Pintura de teto

A dica principal relacionada ao teto é pintar o forro com tinta branca fosca, que não irá refletir os spots e lâmpadas. Para isso, coloque a tinta em uma bandeja, molhe o rolo de pintura e passe-o em uma madeira ou vidro, como se estivesse pintando, para retirar o excesso de tinta até deixar a quantidade uniforme no rolo.

Caso a cor das paredes seja diferente da cor do teto, passe uma fita colante na divisa da parede com o teto, para que não respingue a cor do teto nas paredes e para que a divisão de cores fique reta e uniforme.

Existem, em lojas de pintura ou materiais de construção, cabos para plugar ao rolo de pintura e deixá-lo maior, de forma com que seja possível alcançar o teto. Estes cabos e rolos podem ser encontrados em todos os tamanhos, se adequando à sua necessidade e à altura do local.

Com o rolo de pintura do tamanho ideal, as primeiras demãos podem ser dadas com muito mais praticidade e segurança. Antes da pintura propriamente dita, verifique ainda se o gesso está bem seco e passe uma tinta branca como base.

“Esses cuidados são necessários para que o branco utilizado não fique amarelado”, explica a arquiteta. Depois da pintura, finalize com um pincel mais fino e delicado e efetue os retoques necessários na divisa entre as paredes e o teto onde o rolo por ser grande, muitas vezes não preenche com tinta.

Escolhendo a tinta

  • Mais lavável e durável, a tinta acrílica, ainda que um pouco mais cara, é ideal para paredes internas e externas
  • Para forros, tetos e molduras uma boa opção é utilizar o PVA, que é uma tinta menos lavável e resistente
  • Nas portas podem ser utilizadas as tintas ecológicas a base de água, sem cheiro, apesar de serem mais frágeis que o esmalte sintético a base de solvente, facilitam na hora da aplicação e lavagem

Fonte: Minha Área