Leitura facilita a gestão

Leitura facilita a gestão

Tamanha é a complexidade do serviço prestado pelo síndico de gerenciar o condomínio que vários autores, especialistas em diversas áreas, publicam obras de leitura técnica a fim de embasar e dar suporte para a execução desse trabalho. É perceptível a diferença de gestão de um síndico que busca atualização de conteúdo mediante referências bibliográficas, artigos e leituras que possam ajudar na administração do condomínio.

E quem sabe disso muito bem é Lêda Braga, ex-subsíndica do Residencial Diomício Freitas, em Florianópolis, no ano de 2013.

Em 1993, foi morar no edifício, e ainda como condômina, a primeira atitude que tomou foi solicitar ao síndico uma cópia de todo o Livro de Ata, para se inteirar de todas as decisões e debates anteriores, a fim de atingir participação efetiva nas assembleias. Também tirou cópias da Convenção e do Regimento Interno para conhecer os direitos e deveres do condômino.

Leitura especializada

Além dessas atitudes começou a adquirir livros na área e o primeiro que comprou foi “Condomínio e Incorporação no Registro de Imóveis”, de Mário Pazutti Mezzari. Através da leitura desse livro ficou conhecendo a Lei 4.591/64, que dispõe sobre o condomínio em edificações e as incorporações imobiliárias. Em 2002 adquiriu “Revolucionando o Condomínio,” de Rosely Benevides de Oliveira Schwartz, e o que mais lhe chamou a atenção nesse livro, é que “enfatiza a participação e a colaboração de todos na tentativa de criar uma convivência pacífica, equilibrada e ética”, diz.

Obtendo destaque nos debates, Lêda foi eleita em dezembro de 2012 para fazer parte do Conselho Consultivo, sendo a mais votada, e chegou a presidir o grupo. “Quando eu não concordava com algum assunto tratado, citava os artigos do Código Civil, da CLT, da Convenção ou do Regimento Interno para embasar o meu argumento e isso eu só consigo porque leio muito”, conta. Ao longo desses anos, ela constatou que a falta de informação sobre o assunto é geral entre os condôminos. “Às vezes, o condômino interfona para perguntar se a Convenção ou Regimento Interno faz alguma referência sobre barulho.

Identifico os artigos no texto e outras referências para dar a resposta”. Em sua estante, com mais de 50 livros relacionados a condomínio, Lêda leu todos. “Eu adoro ler. Estou vivendo em sociedade e para viver em sociedade eu preciso saber das regras. Para entender as regras, preciso ler”, conclui dando sugestões de leituras: “Revolucionando o Condomínio” de Rosely Benevides de Oliveira Schwartz e “Sou síndico, E Agora?” de Cristiano de Souza Oliveira.

Soluções

A síndica do Condomínio San Felipe, Sandra Borba Fiala, relata que a leitura ativa a mente e possibilita a criação de ideias e soluções para a gestão. Ela afirma sentir a necessidade da leitura até para estabelecer diálogo com os condôminos. “É preciso se informar para saber responder corretamente as perguntas dos moradores e funcionários, que são muitas”, apontou. Segundo Sandra, o conteúdo que mais requer leitura é a legislação. “O conteúdo jurídico é vasto. São muitas leis das quais precisamos estar cientes desde o começo do mandato. Então, é necessário ler muito”.

Em Balneário Camboriú, a síndica profissional Giovana Menegatti afirma: “é cada situação estranha que se você não lê não tem como sair bem de certos conflitos”. A síndica recomendou a leitura do Jornal dos Condomínios, destacando a experiência compartilhada de outros síndicos nas edições. “É extremamente útil saber o que os demais gestores estão vivenciando.

Leio as experiências deles, que mencionam desafios pelos quais tiveram de passar e com isso aprendo como evitar problemas e gerar soluções na minha administração”, disse. Ela cita a importância do síndico se atualizar também sobre os acontecimentos da cidade e região.

“Por exemplo, estamos tendo problema de falta de água na cidade, informação importante aos condomínios repercutida nos jornais”. Giovana também leu “Revolucionando Condomínios”, de Rosely Schwartz e recomenda. “Livro muito prático, linguagem clara e repleta de informações úteis. Todos os síndicos deveriam ler”, disse.

DICA DE LEITURA: 

Condomínio Em Foco: Questões do dia a dia

Autor: Luiz Fernando de Queiroz
Editora: BONIJURIS
Sou obrigado a pagar dívidas de períodos anteriores à aquisição do imóvel? Dano provocado por infiltrações. Quem paga a conta? Como aumentar a segurança do condomínio? Essas e outras questões cotidianas são abordadas de forma objetiva, divertida e de fácil leitura nesta obra direcionada a todos que vivem em condomínio.

condominio-em-foco

Fonte: CondomínioSC