Hora do silêncio

A política da boa vizinhança é necessária e primordial para o bom relacionamento, principalmente dentro de conjuntos residenciais.

Com a propagação dos condomínios e conjuntos residenciais, as regras para a boa convivência entre os moradores, sejam elas previstas em leis ou de acordo com o bom senso, nunca foram tão necessárias. Essa necessidade fica ainda mais evidente no final do ano, época marcada por festas de confraternização entre amigos, famílias e colegas de trabalho, além das tradicionais comemorações de Natal e Ano Novo. Para administrar tantos encontros e festas é preciso estar ciente dos limites entre o prazer de um grupo e o bem-estar de outro, para que todos sejam respeitados. Alguns cuidados são necessários para não infligir as regras condominiais e começar 2009 com inimizades no prédio. Confira!

As festas de aniversário e confraternizações em condomínios residenciais devem obedecer a determinadas regras para garantir a segurança dos moradores e funcionários, evitando riscos desnecessários. De acordo com José Batista Paiani, síndico profissional que atua no Condomínio Hannover Residence, administrado pela Brognoli Condomínios, a procura pelos salões de festas dos condomínios está cada vez maior. Mas é importante lembrar que além do estabelecimento de normas relativas a horários, utilização de som e limpeza do local após o evento, é fundamental o controle do acesso dos visitantes, parentes e amigos.

Outra providência que o síndico deve tomar é a solicitação para que os moradores mandem para a portaria, com antecedência, uma relação com os nomes dos convidados para a festa, afirma José Batista. Segundo ele, os porteiros devem ser treinados para identificar os visitantes e só permitir a entrada quando receber a devida autorização. O mesmo procedimento vale para profissionais contratados para a ocasião.

Também é recomendada, segundo ele, a instalação de monitores de TV e de um terminal de interfone no salão de festas para que o morador possa identificar e receber as pessoas antes de autorizar a entrada no prédio. “Esse procedimento não elimina a necessidade de o porteiro anunciar a chegada do visitante pelo interfone. O controle de acessos é fundamental todos os dias, mas deve ser redobrado durantes as festas promovidas nos condomínios, quando o fluxo de pessoas aumenta expressivamente”, afirma. Por fim, é importante tomar cuidado com o barulho da sua festa. Aparelho de som ligado, crianças brincando e conversas muito altas somente dentro do horário estipulado pelo condomínio.

Fonte: Conviver em Condomínio