Higiene em primeiro lugar

As áreas de lazer dos condomínios, especialmente os novos, estão cada vez mais completas, contando com complexos aquáticos, compostos de piscinas, saunas e até ofurôs e hidromassagem em alguns casos. Mas o uso compartilhado destes locais pode trazer riscos aos usuários, sendo a limpeza adequada algo fundamental para que se evite a proliferação de doenças.

Um ponto importante, para começar, é que os condomínios precisam exigir exame médico de todos os usuários. De acordo com membros da Sociedade Brasileira de Dermatologia, esse tipo de cuidado previne qualquer contaminação e elimina mais de 90% dos riscos de aquisição de alguma patologia, principalmente a micose. Se houver reclamações por parte dos moradores é importante discutir o assunto em assembleia para que todos fiquem cientes dos riscos e para que prevaleça o bom senso.

Cuidar frequentemente da piscina também é fundamental, por isso é preciso contar com pessoal especializado ou realizar treinamento dos funcionários. O recomendável é medir o cloro todos os dias e também realizar limpeza diária nos períodos em que o uso for intenso, como no verão e férias escolares. Em outras épocas, de menor procura, a limpeza básica, que utiliza cloro, redutor e aumentativo de pH, deve ser feita com intervalo de um dia.

Cuidados extras – Segundo Henrique Macedo, da Piscina e Sossego, uma vez por semana também é importante utilizar o aspirador e fazer a lavagem do filtro para retirar as impurezas da água. A troca da areia do filtro é feita de 18 a 24 meses, dependendo do estado de saturação dessa areia.

Cada sessão de limpeza pode demorar de 30 minutos até duas horas, variando conforme a necessidade da piscina. Se ela estiver em uma área com muitas árvores, demorará mais por conta da limpeza das folhas. Geralmente o zelador é o responsável por manter tudo em ordem, mas há empresas que prestam esse tipo de serviço para os condomínios a partir de R$ 400 mensais, já com duas visitas semanais.

A jornalista Thais Silva costuma utilizar piscina compartilhada de duas a três vezes na semana. “Não costumo tomar muitos cuidados para evitar doenças, mas tomo banho logo após o uso para não ficar com o cloro no corpo. Também observo a cor da água, se está clara, com aparência limpa”.

Lazer e saúde caminham juntos

- O uso de cloro é importante para retirar as impurezas da água e equilibrar o pH

- Os condomínios podem contratar um médico a cada 6 meses ou um ano para fazer o exame médico e conhecer o estado clínico dos usuários

- O zelador é o responsável pelas piscinas, saunas e ofurôs. Se o condomínio tiver condições, o recomendável é contratar uma empresa para fazer a limpeza

- Moradores devem tomar alguns cuidados, como esperar alguns minutos após o uso do protetor solar, para não deixar a piscina muito engordurada e dificultar a manutenção

Fonte: iCondominial