Fechar torneira reduz o preço do condomínio

Conjunto residencial conseguiu reduzir em R$ 350 mensalidade por apartamento após conter desperdício

O condomínio Indiana Park, no Brooklin, na Zona Sul da capital, é um exemplo de economia e uso racional de água. O valor da cota de condomínio é 30% menor do que a dos prédios de mesmo padrão no bairro. Por mês, os moradores dos 13 apartamentos do edifício pagam cerca de R$ 350 a fechar torneiramenos de  condomínio, comparando com a taxa cobrada dos vizinhos.

“O controle dos gastos e o acompanhamento diário da evolução do consumo vêm desde a entrega do prédio em 1997”, revelou  Antônio Ramos, engenheiro e síndico do Indiana Park desde sempre.

Há 17 anos, os moradores aprovaram a abertura de um poço artesiano e a construção de um reservatório projetado  pelo próprio síndico. “Gastamos o equivalente a R$ 5 mil (hoje cerca de R$ 15 mil) e 15% do nosso consumo nas áreas comuns vêm do lençol freático e do reuso da água. O investimento se pagou logo nos primeiros meses”, disse Ramos.

Todos os dias, por volta das 17h, o porteiro Wilson Souza ou o encarregado de manutenção Gilmar Santos vão até o hidrometro e anotam o consumo de água. Os dados vão para uma planilha e qualquer desvio é prontamente investigado.

“O condomínio também investiu em cursos para o Gilmar. De seis em seis meses ele faz uma revisão em todos os apartamentos. Ele também faz pequenos reparos hidráulicos para evitar desperdícios”, explicou o síndico.

A próxima estratégia do prédio é criar um prêmio em dinheiro para ser sorteado entre as empregadas domésticas caso o edifício atinja a meta de reduzir em 20% o valor da conta. Para quem é abastecido pelo Sistema Cantareira, a Sabesp promete dar um desconto que pode chegar a até 48% para quem atingir esse percentual de economia.  “São elas (as empregadas) que ficam mais tempo dentro de casa. O dinheiro vai ser um estímulo para a conscientização e o consumo racional da água.”

Vilã

A conta de água é o segundo maior gasto dos prédio, ficando atrás apenas da folha de pagamento, segundo uma pesquisa da Lello Condomínios. Com o desconto oferecido pela Sabesp, o valor da taxa pode cair mais 5%. A Sabesp oferece um curso presencial  rápido de pesquisa de vazamentos que  é bastante útil para prédios.

 Fonte: Rede Bom Dia