É possível ter segurança sem tirar a comodidade dos visitantes?

Esse tema é polêmico e sempre trás infindáveis discussões entre os condôminos. A resposta é simples, mas tem que ser entendida num aspecto global.

portaria 1A portaria do prédio tem que monitorar e vigiar a entrada e saída de moradores, empregados domésticos, prestadores de serviço, mercadorias, veículos, etc. Todos concordam que esse serviço, para ser eficiente, exige dedicação, treinamento e capacitação dos homens da portaria. Além do controle de entrada e saída já elencados, temos também a chegada de visitantes (parentes e amigos dos moradores) que também terão que passar pela triagem feita pela portaria, pois são pessoas desconhecidas pelo porteiro.

Esse controle deve ser rígido para que não seja permitida a entrada de pessoas não autorizadas no prédio. As quadrilhas especializadas em invasões a prédios, inicialmente precisam descobrir uma brecha, uma falha no esquema de segurança.

Preste atenção no relato de um porteiro, que foi rendido durante o assalto a um condomínio de classe média:

Dr. Lordello: Como você foi rendido na guarita?

Porteiro: Por volta das 9 h, um casal bem aparentado surgiu na frente do prédio e solicitou a entrada pelo interfone. Eles desejavam visitar o morador de nome Alfredo do apartamento 64.

Dr.Lordello: Qual foi sua postura frente a esse pedido?

Porteiro: Interfonei para o mencionado apartamento, sendo atendida pela empregada Cida que alegou que seus patrões haviam saído, mas que a dona da casa voltaria às 10 h. Indaguei a empregada se os patrões avisaram sobre a chegada de visitantes e a doméstica afirmou que não.

Dr.Lordello: Você permitiu a entrada dos visitantes ou não?

Porteiro: Informei aos visitantes que eles não poderiam entrar no prédio, pois não tinham autorização, foi quando o homem pediu se poderiam aguardar o amigo Alfredo no saguão do prédio, pois não queriam ficar na rua, com receio de assalto. Nesse momento acabei deixando o casal entrar.

Dr.Lordello: Você abriu o portão principal e o que aconteceu?

Porteiro: Eles se aproximaram da guarita e o homem sacou uma arma de fogo e me rendeu, tomando de assalto a guarita do prédio. O marginal liberou a entrada de mais 6 assaltantes que fizeram um arrastão no prédio.

Dr. Lordello: Por que você liberou a entrada do casal, sem a autorização do morador?

Porteiro: Para falar a verdade, fiquei com medo de ser despedido. Já havia levado muitas broncas de moradores, que não gostam que seus visitantes demorem no processo de triagem na portaria. Algumas vezes fui ameaçado de perder o emprego e como o síndico não me dava o devido apoio, acabei liberando a entrada do casal, que me pressionava para entrar.

Conclusão: Desta forma, o morador deve se conscientizar que seus visitantes terão que passar pelo sistema de controle de acesso, respeitando todas as etapas. Toda vez que facilitamos a entrada de pessoas estranhas ao prédio, colocamos a segurança de todos os moradores em risco.

Fonte: Tudo Sobre Segurança