Dicas para envolver o seu filho na organização da casa

Incluir as crianças na organização doméstica a faz entender que ela faz parte da dinâmica familiar, integrando-a ao lar.

Certamente quem tem filho em casa sabe a dificuldade que é de manter a casa organizada. Mas, criança não precisa ser sinônimo de bagunça, pois com persistência e dedicação é possível descomplicar e manter tudo no lugar.

Muitos educadores, psicólogos e pediatras concordam sobre a importância de envolver as crianças na rotina doméstica. Em entrevista, o Dr. Luiz Guilherme Araújo Florence, afirmou que mesmo com pouca idade a criança já possui capacidade motora suficiente para desempenhar uma série de atividades. E que quando a criança é incluída em tarefas domésticas, ela passa a participar da dinâmica familiar e isso faz com que sinta que pertence àquele lugar.

Isso une a família e ajuda seu filho a entender também como funcionam as coisas. Completa ainda dizendo que ela vê como as atividades feitas pelos pais são difíceis e passa a respeitar e valorizar mais esses momentos. Indiretamente, faz ainda com que ela entenda conceitos de moral, ética e hierarquia.

A partir disso, podemos elencar como primeiro passo é envolver as crianças na organização. Sempre que for realizar uma tarefa, chame seu filho e explique o que está fazendo. Lembre-se que cada idade possui tarefas apropriadas para ela, por exemplo:

- 2 a 4 anos a criança pode guardar os brinquedos nos lugares corretos e colocar sua roupa no cesto;

- 5 a 7 anos: pode ajudar a arrumar a mochila da escola e guardá-la quando chegar;

- Acima de 8 anos: a criança pode lhe auxiliar a guardar as compras de supermercado, colocar a mesa para o almoço e fazer a cama;

- Pré-adolescentes e adolescentes podem ajudar com a limpeza da casa, ajudar com o irmão mais novo, fazer seu próprio lanche, arrumar seu quarto e estender a roupa lavada.

Você pode fazer listas, como um cartaz da rotina diária. Para crianças pequenas, você pode apenas desenhar o que deve ser feito. Pendure esse cartaz na geladeira, no quarto do seu filho ou em outro lugar que fique na altura da vista dele. Isso gera segurança ao seu filho e, depois de alguns dias, a criança começa a se acostumar e as atividade viram rotina. Alguns exemplos para isso estão nas fotos abaixo:

l1

l2

l3

É importante estimular e encorajar as crianças, pois elas se sentirão melhores. Outra dica é não tratar a organização como uma obrigação, ou fazer com estresse, muito menos gritar e brigar. Desta forma a criança vai achar a atividade chata e não iria mais se animar para organizar coisa alguma.

Outra dica importante é ensinar que quem desarruma é responsável por colocar os objetos de volta aos seus lugares. Por isso dê o exemplo e mantenha suas coisas em ordem, assim a criança poderá organizar seus pertences mais facilmente.

Entretanto, para isso, antes de tudo você deve ensinar aonde é o lugar de cada coisa. Uma sugestão é utilizar etiquetas após separar os objetos por categorias, e para crianças pequenas, utilize desenhos. Você pode usar esta técnica também no guarda-roupa, afinal muitas vezes as crianças não arrumam as suas coisas porque não sabem como fazer, e desta forma, ela saberá onde estão suas coisas e onde devem guardá-las depois que usar.

l4

l5

Além disso, você pode instituir uma “caixa de guardados”, onde tudo o que foi deixado fora do lugar vai ser colocado ali, e ficará confiscado por alguns dias. Você ainda pode estabelecer recompensas ou punições para cada tarefa, mas isso deve ser combinado previamente com a criança.

Por fim, lembre-se que tudo isso não pode ser estressante, deve ser uma tarefa divertida tanto para os pais quanto para as crianças. Vá com calma, um passo de cada vez. Relaxe, cuide do seu filho e exercite o “cada coisa em seu lugar”. O importante é a sua dedicação, afinal será recompensador.

 

Fonte: ImovelWeb