Decoração de quarto de menino. Aprenda a fazer

É importante não exagerar no número de móveis ou de itens decorativos

Procure manter o equilíbrio na decoração do quarto de menino (Foto: Arkpad

A decoração do quarto de menino deve ser prática e funcional. É importante não exagerar no número de móveis ou de itens decorativos. Afinal, nada deve atrapalhar o desenvolvimento da criança e afetar a amplitude do quarto. O primeiro passo da reforma é tirar as medidas do ambiente e selecionar peças funcionais como bicamas, baús, prateleiras, caixas organizadoras, pufes e bancadas. Aposte ainda em guarda-roupas com portas de correr e cuide para haver um espaço de circulação de, no mínimo, 70 centímetros.

Outra maneira de ganhar praticidade no quarto infantil é apostar em móveis com rodízios (o que permite alterar o layout quando necessário). Mas se não houver espaço no ambiente, a dica é substituir móveis que estejam afetando a amplitude. A cômoda é um exemplo de peça facilmente substituída por uma escrivaninha repleta de gavetas. A cama também ajuda no ganho de espaço.

Escolha modelos com tamanho adequado e, caso seja necessário, encoste uma das laterais na parede. O estilo da cama é mais um ponto a ser discutido na reforma. O quarto de menino pode contar com modelos temáticos ou ainda ter cabeceiras decoradas por tecidos ou papéis de parede. Além disso, invista em modelos com gavetas internas para ganhar espaço no ambiente. “As camas boxes servem para guardar desde brinquedos e materiais esportivos até os sapatos da criança”, afirma Leila Dionízios, arquiteta. “O móvel pode também ser útil na divisão do quarto, de modo a criar um lugar para a área de estudo”, completa.

O próximo passo da reforma é definir as cores do mobiliário e das paredes. O espaço de dormir deve ter cores claras na decoração, por isso, invista em tons de branco, cinza, bege e off-white. E evite usar tonalidades muito vibrantes como azul celeste e roxo nas paredes, pois acabam se tornando cansativas para os olhos da criança. O ideal é deixar o colorido somente nos itens decorativos. Outra maneira de decorar o ambiente é investir em adesivos e papéis de parede. “Misturar estampas listradas e xadrezas é uma saída para deixar o projeto bem masculino”, afirma Leila.

Peso de porta “Basset”O peso de porta “Basset” é ideal para os meninos apaixonados por pets! A peça da Slim é produzida com tecido 100 porcento poliéster, enchimento de espuma e areia. Vendida por R$ 198 no Arkpad.

O charme do quarto de menino pode ainda ser conseguido por meio de bonitas composições de quadros. Instale molduras coloridas e de tamanhos diferentes na parede ou deixe as peças em cima dos móveis. Cuide apenas para haver harmonia entre as peças – tente combinar ou o estilo das obras ou das molduras. Outro item decorativo importante na decoração é a cortina. Abuse de modelos práticos – de algodão, poliéster e voil – ou recorra às persianas. Neste caso, o melhor é usar os modelos romana e rolô, pois não acumulam tanta poeira.

O uso de tapete no quarto infantil é mais um recurso que garante charme e aconchego. Aposte em modelos de EVA (material semelhante à borracha) e algodão com base antiderrapante. E no caso de pisos frios, abuse de tapetes felpudos para aumentar a sensação de conforto. Além disso, é importante saber que o conforto térmico e acústico do ambiente irá depender muito do revestimento escolhido. Uma boa escolha é usar o piso vinílico. Com boa absorção acústica e conforto térmico, ele pode ser limpo apenas com pano úmido e receber um tratamento bactericida. Mas lembre-se dos pisos de madeira, pois oferecem conforto e beleza.

A reforma do quarto de menino inclui acertar no projeto luminotécnico. Tente aproveitar ao máximo a entrada de luz natural, deixando o lugar mais iluminado e arejado. Invista em um ponto central de luz e espalhe spots pelo teto, sempre com luzes amareladas para não perder a sensação de aconchego no espaço de dormir. Aposte também em fitas LED nos nichos e nas prateleiras, além de decorar o criado mudo e a penteadeira com bonitos abajures. “E não se esqueça de dimerizar o sistema de luzes. O recurso é a alternativa para controlar a quantidade de luz”, diz Érica Salgueiro, arquiteta.

 

Fonte: ZapImoveis