Cuidar da casa é mais do que fazer faxina e decorar

Casa precisa de manutenção também nos itens ocultos, responsáveis pelo desempenho das instalações

manutenção 3Fazer a manutenção periódica do apartamento ou da casa é essencial para que o imóvel acolha confortavelmente a família, e também evitar a desvalorização, no decorrer do tempo.

No caso de imóveis novos, antes de qualquer procedimento de manutenção é imprescindível consultar o manual do proprietário, que é entregue pela construtora, junto com as chaves.

Quando se trata de imóveis antigos – construídos há dez ou mais anos, é complicado obter o acesso às informações sobre as estruturas e a rede hidráulica, por exemplo, mas a presença de um profissional pode evitar que a simples colocação de um prego traga um transtorno importante, como furar o cano condutor de água.

Nos casos de reforma de imóveis antigos, cujos manuais se perderam ou jamais existiram, o profissional da construção – empreiteiro de obras qualificado, engenheiro ou arquiteto – tem conhecimento para identificar quais os pontos críticos do imóvel, e assim evitar que alterações numa parede prejudiquem a estrutura, ou danifiquem os condutores hidráulicos e elétricos.

O manual, quase desconhecido

Junto com as chaves de um imóvel novo, o proprietário recebe o manual com informações importantes sobre o bem que acaba de adquirir, em muitos casos, para toda a vida. Embora o documento seja extremamente importante – e também contenha dicas para a manutenção – alguns ignoram que ele existe, displicência capaz de provocar grandes dores de cabeça, conforme o diretor da Construtora Casa Mais, Peterson Quirino.

“No manual estão contidas todas as informações e os prazos que garantirão a conservação da residência. [Para ter bons resultados], a manutenção deve ser feita conforme previsto [no documento]”, sugere Quirino, e cita alguns itens que precisam de revisão periódica.

“Deve-se limpar a caixa de gordura de três em três meses, retirando todo o material acumulado. Caso esse procedimento não seja executado, pode haver entupimentos. O equipamento de combate a incêndio merece atenção especial e deve ser inspecionado a cada ano. Essa vistoria é determinação do Corpo de Bombeiros e serve para verificar o funcionamento e a validade do extintor”, diz Quirino.

De acordo com o diretor da Casa Mais, é também importante a manutenção da pintura, que deve ser retocada a cada dois anos, inclusive em fachadas de edifícios. “Além de manter a impermeabilidade das paredes externas – devido à ação do tempo, a pintura se desgasta e o revestimento é danificado, [a nova pintura] revitaliza a fachada, valorizando ainda mais o empreendimento”, ressalta, e recomenda a utilização de materiais de qualidade.

Peterson Quirino acrescenta que, antes de entregar o imóvel, o procedimento da empresa que dirige é reforçar o controle dos serviços executados. “Quando o controle é rigoroso, o resultado é um acabamento melhor, o que facilita a manutenção. Antes de entregar o imóvel, fazemos uma vistoria interna constatando o perfeito funcionamento das tubulações e equipamentos dos edifícios, o que promove menor custo de manutenção”, garante o diretor da Construtora Casa Mais.

 Fonte: Imóvel Web