Conta de luz

Enquadramento tarifário pode estar errado (e maior) em muitos condomínios.

Restituição de valores é possível.

Levantamento realizado pelo portal SíndicoNet revelou que grande parte dos condomínios residenciais de São Paulo apresentam erros de enquadramento na conta de luz de suas áreas comuns. E isso pode elevar a conta mensal do condomínio, indevidamente, em cerca de 12%.

Mas, se constatada cobrança indevida na conta de luz do condomínio, é possível solicitar a restituição dos valores pagos a maior, nos últimos 36 meses. Há ainda o benefício da redução nas contas futuras, nas quais o valor a pagar será calculado com base no correto enquadramento.

O processo de restituição dos pagamentos indevidos é relativamente rápido, levando, em média, de três a seis meses para ser analisado, possibilitando, assim, a recuperação de valores para o condomínio em curto ou médio prazo.

Fonte: SindicoNet