Conheça os tipos de cabides e veja quais os usos mais adequados

A uniformidade dos modelos de cabides ajuda a deixar o guarda-roupa mais organizado, mas algumas peças demandam um utensílio mais robusto, outras um elemento forrado. Veja quais são os cabides mais adequados às roupas que você usa e evite que as peças fiquem deformadas.

Os cabides podem ser fabricados em madeira, acrílico, plástico ou aço encapado. Qualquer que seja o material, na hora de escolher o utensílio o mais importante é avaliar se o organizador aguentará o peso da roupa sem quebrar ou deformar a peça. Modelos tradicionais (foto), não tão finos, com ganchos para diferentes fins, são bastante usados, pois suportam uma variedade de roupas: camisas e calças sociais, blusas femininas, saias, camisas do tipo polo, camisetas e vestidos. Porém não são indicados para roupas mais pesadas como blazers, ternos e jaquetas, porque podem danificar tais vestimentas.

cabide de veludoOs cabides de espessura mais fininha, como os de aço revestido em veludo e os de plástico, são ideais para economizar espaço dentro do guarda-roupa, porém servem apenas para peças mais leves, por exemplo, blusas femininas, camisas, saias e vestidinhos feitos de seda ou poliéster.

Os modelos de cabides emborrachados ou forrados, com ou sem extremidades mais largas, são indicados para peças leves, feitas de tecidos fininhos, que, quando suspensas, tendem a deslizar do cabide. Por exemplo, quando pendurada emcabide emborrachado um cabide como os da foto, uma blusa de seda dificilmente escorregará do organizador.

Os cabides anatômicos podem ser produzidos em plástico ou acrílico, revestidos por tecido ou não. Esses modelos são ideais para roupas mais pesadas como ternos masculinos, jaquetas, blazers, casacos e terninhos femininos. Por serem mais largos nas extremidades, estes cabides garante a sustentação que tais peças precisam.

cabide de arameOs cabides de arame, no estilo “lavanderia”, devem ser evitados, porque a estrutura muito fina não dá sustentação à peça, podendo deformá-la. Os modelos feitos de madeira são recomendados, entretanto, use somente aqueles com bordas arredondadas para impedir que a roupa enrosque e ocorra danos no tecido. Os cabides para calças, com mais de uma divisão, podem ser usados, mas é comum que uma calça escorregue enquanto outra é retirada. Desta forma, aconselha-se pendurar as calças em cabides individuais, em especial as sociais. Caso prefira, as jeans ou de moletom podem ser dobradas e acomodadas em prateleiras.

Fonte: UOL