Conheça os prós e contras de usar carpetes na casa

O carpete pode ser um ótimo aliado para combater o frio dentro de casa, mas também pode ser o vilão dos alérgicos

carpete 1Para uns, o tapete é um convidativo para tirar os sapatos e descansar os pés no chão macio e quentinho. Já para outros é um convidativo para espirros, coriza e muita alergia. Se você está pensando em colocar um carpete em casa, mas não se decidiu ainda, confira as vantagens e desvantagens de ter esse acessório.

O lado bom do carpete

Antigamente ele era utilizado em todos os cômodos da casa como sobrepiso, apenas a cozinha e o banheiro não eram cobertos pela macia camada do carpete. Hoje, por questões financeiras, e também pela moda, os carpetes ocupam um espaço bem menor. Ter um bom carpete ajuda a delimitar espaços, compor a decoração, destacar objetos e móveis nos ambientes, além de disfarçar imperfeições e manchas no piso. Mas, o carpete tem outras funções a não ser a estética.

O carpete é bem conhecido pela sua capacidade de proporcionar um conforto térmico, mesmo nos lugares mais frios. O ambiente fica mais aconchegante e quentinho, evitando aquela sensação de pisar no gelo ao tirar os sapatos. Além disso, é um ótimo isolante acústico, absorvendo o impacto de pisadas e quedas, principalmente dos sapatos de salto. Essa vantagem é super importante se você mora em apartamento. Apostar em um carpete com fibras grossas para salas e cômodos barulhentos é certeza de silêncio para o vizinho de baixo e para você mesmo.

Com crianças e idosos em casa, o tapete também é uma ótima opção para aqueles que são vítimas das quedas e tropeços domésticos. Feito de vários materiais como lã, nylon e poliéster, as cerdas evitam os escorregões e amenizam o impacto dos tombos.

O lado não tão bom do carpete

Embora existam pesquisas indicando que não é o tapete o causador das alergias, para algumas pessoas, só de vê-lo já dá aquela coceirinha no nariz. Como ele retém nas fibras boa parte das partículas de poeira que ficam suspensas no ar, o caminhar sobre ele as agita, devolvendo-as ao ambiente. Por isso quando aquela poeirinha levanta os alérgicos são tão incomodados.

Mesmo que os vendedores tentem convencer, não há quem acredite: os carpetes são os piores tipos de piso para limpar. Principalmente se forem presos ao chão. Não basta apenas um pano úmido para limpá-lo. No caso de manchas, o carpete pede produtos específicos para o tipo de material em que ele foi confeccionado. As fibras que parecem abraçar o pé depois do trabalho, são as mesmas que escondem pequenas sujeirinhas como farelos e pelos de animais. Em ambientes quentes e úmidos a probabilidade do tapete criar mofo e mau cheiro é muito maior. Com animais em casa, se a limpeza não for feita corretamente, o tapete pode virar um criadouro para pulgas e fungos.

Outro ponto negativo é que ele é facilmente marcado pelo peso dos móveis, então se você gosta repaginar sua casa com frequência e quer ter um carpete, é melhor optar por um tamanho igual ou um pouco menor que a área a ser coberta por ele.

Claro que, assim como todos os pisos, ele tem seus méritos e deméritos e cabe ao gosto pessoal escolher a melhor opção para a sua casa.

Fonte: Imóvel Web