Confira 9 dicas para economizar energia em casa neste inverno

Não deixar o aquecedor o tempo inteiro ligado e passar roupas mais leves antes das pesadas ajuda a tornar conta de luz mais barata nesta estação

Ideal é colocar a maior quantidade de roupas possível na máquina de secar

Durante o inverno, aparelhos como aquecedores saem do armário para esquentar a casa. Com a utilização de eletrodomésticos que deixam o ambiente mais quente, não é só a temperatura que aumenta; a conta de energia elétrica também fica mais alta.

Para ajudar você a economizar energia no inverno, reunimos nove dicas com o engenheiro elétrico Carlos Costa Neto, que é diretor da Associação Brasileira de Engenheiros Eletricistas. Confira as medidas que você pode mudar no seu dia-a-dia durante a estação mais fria do ano:

Aquecedor – Aquecedores podem esquentar o ambiente sem que se tornem o vilão da conta de energia, mas é preciso usá-los com consciência. “O ideal é deixar o aparelho ligado, mas não em temperatura máxima, até aquecer o ambiente e então desligá-lo”, recomenda Costa Neto. Correnteza de ar enquanto o aquecedor está ligado também não é uma medida adequada para economizar energia, já que, enquanto o aparelho esquenta o local, o ar esfria e leva embora o calor.

Aquecedores não devem ficar ligados o tempo inteiro

Máquina de secar roupa – Durante o inverno, secar a roupa no varal demora mais tempo do que no calor. Segundo o engenheiro, o ideal é utilizar a capacidade máxima da máquina sempre que ela for utilizada.

“As máquinas de lavar modernas têm centrífuga, o que ajuda a roupa a sair mais seca do eletrodoméstico”, diz Costa Neto. Se houver varal em casa, pode-se utilizar deste artifício para pendurar as peças e deixá-las o mínimo possível na máquina de secar.

Ferro de passar – Separar as roupas entre leves e pesadas é uma boa alternativa. “A pessoa pode começar a passar as peças mais leves e, quando for atuar nas mais pesadas, o ferro já estará em uma temperatura mais adequada”, orienta.

Banho não deve ser demorado

Chuveiro – Tomar banho quente no inverno ajuda a relaxar o corpo e a espantar o frio. É preciso ficar atento ao tempo em que o chuveiro fica ligado, no entanto. “Tudo que ganha em tempo, ganha em dinheiro também”, lembra o engenheiro.

Forno elétrico – Para evitar o gasto excessivo de energia elétrica na cozinha, usar o forno elétrico para preparar dois pratos diferentes ao mesmo tempo é uma saída muito inteligente e econômica.

Forno pode ser melhor aproveitado quando se cozinha dois pratos ao mesmo tempo

Lava-louças – Para economizar tanto na conta de água quanto na de luz, o ideal é não ligar a lava-louças enquanto ela não estiver cheia.

Torneira elétrica – Quem não tem lava-louças precisa recorrer a torneira e, se tiver água quente, já ajuda a fazer a atividade sem tremer os dentes de frio. “Para poupar, a recomendação é ensaboar copos, pratos e talheres utilizando a água fria e enxaguando tudo com a água quente”, diz Costa Neto.

Geladeira – Sopa e outros pratos quentes são ótimas opções para aquecer o corpo no inverno. Ao colocar tais comidas na geladeira, é preciso lembrar de deixá-las esfriar antes.

“Ao colocar pratos aquecidos na geladeira, internamente dela vai circular o ar quente e então isso fará com que o aparelho gaste mais energia para cumprir sua função de esfriar”, explica o engenheiro.

De acordo com Costa Neto, colocar caixas de papelão dentro da geladeira também pode aumentar o consumo de energia. “O ideal é seguir as recomendações do fabricante”, orienta.

Secador de cabelo e chapinha – Muitas pessoas não gostam de sair de casa com o cabelo molhado e recorrem a secadores. Chapinhas também fazem sucesso entre as mulheres, mas antes de utilizar tais equipamentos, a sugestão do profissional é de que se seque bem o cabelo com a toalha para diminuir o uso da energia.

Fonte: ZAP Imóveis