Condomínio: em um ano custo varia 11,2%

Levantamento realizado mensalmente pelo Secovi-SP, sindicato que representa o mercado imobiliário no Estado, mostra que o Índice de Custos Condominiais (Icon) na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) apresentou variação de 11,2%. O número refere-se ao acumulado dos últimos 12 meses, de outubro de 2014 a setembro de 2015 e ficou acima do Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), que foi de 8,14% no mesmo período, conforme apuração da Fundação Getúlio Vargas. Em setembro, o Icon apontou elevação de 0,19%.

De acordo com Hubert Gebara, que acompanha a administração Imobiliária e de condomínios no sindicato, o índice apurado pela entidade é utilizado como parâmetro das variações dos custos condominiais. No entanto, o dirigente afirmou que o Icon não deve ser utilizado como referência de reajuste da taxa do condomínio.

Para Gebara, “cada condomínio possui a sua própria estrutura de despesas e o síndico precisa ficar atento aos aumentos e fazer, além de um controle rigoroso das contas, uma previsão realista das despesas ordinárias do condomínio”, recomendou. Mesmo assim, ele destacou que o Icon pode ser uma ferramenta útil para síndicos e administradoras.

Fonte: Folha do Condominio