Condomínio de 2 anos tem infiltração e rachadura, reclamam os moradores

MRV diz que apartamentos não tem problemas estruturais e sim na pintura. Condôminos dizem que eles ainda estão na garantia, em Araraquara, SP.

Os moradores de um condomínio no Jardim Primor em Araraquara (SP) reclamam que o residencial de cerca de dois anos já apresenta infiltrações, rachaduras e outros problemas. Apesar das reclamações, a assessoria da Construtora MRV afirmou que o condomínio não tem nenhum danos estruturais e sim na pintura.

A vendedora Tatiane Aparecida Gonçalves Vargas mora no condomínio há menos de dois anos e já teve vários problemas com o apartamento. Uma parte do teto do banheiro caiu e foi consertada pela construtora. Mas agora o problema é um vazamento na área externa.

“Essa infiltração sempre aparece aqui e já foi arrumada várias vezes. Da última vez eles passaram um produto e disseram que não ia mais ter problema, mas a parede está completamente oca. A gente compra algo que achamos que era um bem, mas só dá dor de cabeça. Se com dois anos o prédio já está assim, imagina com 10 anos ele não vai existir”, reclamou Tatiane.

O filho da funcionária pública Adiléia Barboza Mellone ainda não se mudou para o novo apartamento e os defeitos já estão no banheiro, na área externa e embaixo da pia da cozinha, onde o encanamento está soltando. “Ela está estourando e a gente nem usou. Só abriu o necessário”, contou.

Maria do Carmo Freitas de Godoy é aposentada e se mudou para o condomínio há um ano. Ela contou que o problema no seu apartamento é uma rachadura no quarto dela. Ela diz que começou na janela e já está chegando ao piso, além de ser vista do lado de fora do prédio. “Eles vieram arrumar faz uns cinco meses e quando começou de novo me disseram que não tem problema e que não vai aumentar”, contou.

A aposentada disse que gasta cerca de R$ 1 mil por mês com a parcela do apartamento e do condomínio. “A gente faz economia achando que não vai ter dor de cabeça e acontece isso”, reclamou.

Infiltrações preocupam moradores do MRV (Foto: Ely Venâncio/EPTV)

Infiltrações preocupam moradores do MRV
(Foto: Ely Venâncio/EPTV)

No apartamento do líder de suporte técnico Éder de Oliveira, a parede também está com rachaduras e toda vez que chove a água entra no quarto. “Começa a vazar da infiltração. Fiquei seis meses trabalhando em dois serviços para comprar o apartamento e, após um ano e pouco, começa essa infiltração”, lamentou.

Parte externa
Do lado de fora do condomínio é possível ver várias manchas logo abaixo das janelas dos banheiros, que segundo os moradores são causadas por infiltrações. Além de várias rachaduras no chão e nas paredes. “Eles alegam movimentação, mas antes de morar aqui quem estava movimentando. Quando a gente mudou já estava assim e a cada dia elas aumentam mais”, reclamou a aposentada Verônica Aparecida da Silva.

Ela usa cadeira de rodas e contou que mesmo comprando um apartamento para cadeirantes não existia acessibilidade no local. Só depois de reclamações a empresa fez as adaptações necessárias.

No entanto a maior queixa dos moradores é que os prédios são novos e que estão dentro da garantia. Segundo eles, tudo deveria ser consertado pela construtora, mas o problema nunca é resolvido. “Eu tenho o manual e no termo de garantia diz que dano causado pela movimentação ou acomodação da estrutura tem cinco anos de garantia. O condomínio não tem cinco anos de vida”, disse a aposentada.

MRV
A Construtora MRV afirmou que o problema ocorre na pintura, que já não está mais no prazo de garantia. Ainda informou que está em contato com o síndico do residencial para verificar outras reclamações e poder prestar os esclarecimentos necessários.

O Instituto de Defesa do Consumidor (Idecon) orienta que o consumidor leia com atenção o contrato antes de assinar. Em caso de dúvidas é importante procurar o Procon ou órgão. Veja no vídeo ao lado as orientações.

Fonte: G1