Como eliminar as pichações

Já que não é possível pôr fim ao problema, o jeito é o condomínio se proteger da melhor forma desta ação predatória

Não há nada mais desagradável do que se deparar com pichações nos muros e fachadas de um condomínio. Mas o que fazer quando isso acontece? O primeiro passo é aproveitar o acontecimento como uma oportunidade para se pensar em ações que impeçam ou diminuam os riscos destas surpresas indesejáveis. Isto pode ser feito tomando-se maior cuidado com a segurança do patrimônio, seja de forma preventiva ou corretiva.

De acordo com o engenheiro civil Richard Kumpis, na forma preventiva é importante procurar dificultar o acesso de pichadores pelos muros e fachadas, assim como controlar a entrada de visitantes e entregadores, só que isso nem sempre impede as ações.Instalar câmeras em lugares estratégicos também pode ajudar a coibir o vandalismo.

Produtos antipichação – Nos casos em que a prevenção foi vencida pelos vândalos é hora de optar pela aplicação de uma tinta ou resina antipichação que pode ser muito útil, mas deve ter o local de aplicação bem avaliado. “Trata-se de um produto de custo diferenciado e em algumas situações ele não é indicado para fachadas”, explica Kumpis.

Para eliminar as consequências de atos de pichação, as empresas do setor também passaram a pesquisar tintas que fossem antiaderentes, dificultassem a fixação das tintas utilizadas nas pichações e deixassem algumas áreas impermeáveis, possibilitando sua limpeza com água e sabão ou, ainda, por solvente.

Tintas como estas podem ser utilizadas em áreas internas, externas e em qualquer outro local que necessite de proteção contra pichadores: fachadas de residências ou edifícios, muros, portas e portões (mesmo os metálicos), paredes de concreto, de tijolinho, revestidas com cerâmicas ou com pedras decorativas.

Métodos de limpeza – Muitos acreditam que a única forma econômica de eliminar definitivamente uma pichação é com uma nova mão de pintura, entretanto, existem serviços especializados para a limpeza destas superfícies e que conseguem bons resultados de acordo com alguns fatores, como o tipo de tinta que foi utilizada no ato e a superfície afetada.

O engenheiro Nilton Cardoso também sugere uma lavagem adequada como um método econômico de se eliminar as pichações. O problema é que limpar totalmente uma pichação nem sempre é tarefa fácil, já que requer produtos de limpeza específicos para não afetar a superfície do imóvel em questão e ocasionar danos colaterais.

Desta forma, é fundamental conhecer as técnicas mais adequadas, e muitas vezes apenas uma ajuda especializada pode proporcionar bons e duráveis resultados.

Fachadas protegida

  • A velocidade da ação é fundamental na hora de eliminar as pichações, já que quanto mais impregnados na superfície, mais difícil é a remoção da tinta e/ou spray
  • Para a limpeza de grandes áreas, como muros ou ladrilhos, uma das alternativas mais eficazes é a lavagem à pressã
  • Vidro, madeira, ladrilho e alumínio são os alvos mais frequentes desse tipo de vandalismo, por isso precisam de produtos adequados para cada caso

Fonte: iCondominal