Cantinho da leitura conquista crianças (e seus pais, claro)

Espaço ambientado ajuda os pequenos a desenvolverem o gosto por ler

Muitos dos nossos hábitos começam na infância, e um deles é o de ler. Mas, convenhamos, uma biblioteca com enormes prateleiras repletas de livros talvez não vá despertar esse interesse em uma criança. Por isso, é importante que os pequenos tenham um espaço com a carinha deles — lúdico e com livros ao alcance das suas maõzinhas. O cantinho da leitura não precisa ser luxuoso, muito menos caro. O ideal é que seja apenas colorido, aconchegante e decorado com a ajuda dos pequenos.

— O lugar tem que ser alegre, colorido, com livros variados, além de CDs de músicas e de histórias, material para desenho e alguns brinquedos para as crianças se sentirem à vontade — orienta a escritora e contadora de histórias Cléo Busato, que acredita que, tendo um local agradável para a leitura, a criança vai relacionar o hábito como algo prazeroso.

Na Oba!, as arquitetas Leila Bittencourt e Fernanda Casagrande desenvolvem espaços voltados para a literatura que agradam os pequenos. Em alguns projetos, há inclusive mesas para a criançada desenhar. Já em outros, uma almofada gostosa, livros e brinquedos são suficientes.

A dica para espaços pequenos, na sala ou no quarto da criança, por exemplo, é colocar almofadas pelo chão e uma pequena mesinha ou estante baixa com os livros ao alcance deles. Outra sugestão é organizar o lugar com tapetes macios ou emborrachados que permitem que a criança sente e deite, além de decorar as paredes.

— É importante observar que informação demais também atrapalha. O ideal é colocar poucos elementos, que instiguem a criança, e oferecer novos livros periodicamente — afirma a escritora.

Berço sem uso

O que fazer com o berço se seu filho já cresceu ou ou se você aderiu ao método pedagógico Montessori, em que os objetos ficam à altura da criança e ela dorme num colchão? Pois saiba que a lateral vazada do berço pode virar uma prateleira prática para colocar os livros infantis. Além de não ocupar muito espaço, incentiva a criança a ler!

Fonte: O Globo