Atenção à taxa de incêndio

Pouca gente sabe, mas uma das cobranças mais importantes do início de ano é a taxa de incêndio. Obrigatória, ela é utilizada para a manutenção do equipamento do Corpo de Bombeiros nas áreas de salvamento, combate e prevenções de incêndio.

Quem mora de aluguel deve ficar atento a quem deve pagar o tributo. Segundo o gerente de locações da APSA, Jean Carvalho, o ideal é negociar previamente com o proprietário a responsabilidade do pagamento, registrando o que for decidido.

Já para os que desejam comprar um imóvel, o gerente recomenda atenção a dívidas que o proprietário possa ter. O comprador assume os débitos da propriedade, por isso, se adquirir uma casa com saldo devedor, terá que arcar com esse custo.

Os contribuintes com pendências podem se dirigir a um quartel dos Bombeiros para resolver a situação. Caso a taxa de incêndio não seja paga em até 120 dias após o vencimento, o proprietário pode ser inscrito na Dívida Ativa.

Fonte: JBFM