Água individualizada

Demanda por esse tipo de serviço aumentou devido a aumento na conta

Procura cresceu depois que a conta de água aumentou. Em muitos casos, a ideia deu certo e a conta caiu pela metade.

A conta de água aumentou e aumentou também a procura por medidores individuais, nas companhias de saneamento. Todo mundo pensando em economizar. Em muitos casos, a ideia deu certo e o valor mensal da conta caiu pela metade.

É justo um morador que economiza água, pagar o mesmo no fim do mês do que um morador gastão? Foi usando essa lógica que o administrador de um condomínio, na Zona Leste de São Paulo, resolveu acabar com o rateio do consumo de água. No início do ano, a leitura do hidrômetro passou a ser individual.

“Acho que é uma forma justa para todos os moradores. Você tem que pagar pelo que você usa e não ratear com todas as pessoas”, fala o microempresário Sérgio Falchi.

Para instalar o novo sistema de hidrômetros, o condomínio gastou R$ 71 mil. Um custo de R$ 720 por apartamento dividido em seis vezes. Ou seja, R$ 126 de investimento por mês. Para os moradores, valeu cada centavo.

“É um investimento para o prédio e para cada família. Você consegue controlar os seus gastos dentro da tua casa”, explica a economista Sueli Cabral.

O medidor individualizado parece mesmo uma tendência nos condomínios. A Sabesp, empresa de abastecimento de São Paulo, diz que a procura pelos medidores aumentou 40% e a implantação desses hidrômetros cresceu 30%.

Em Minas Gerais também houve um aumento nas implantações de 30%, no primeiro semestre. Segundo especialistas, é possível colocar hidrômetros individuais em qualquer prédio, mas quanto mais antigo for condomínio, mais cara fica a instalação para o morador.

Fonte: sindiconet.com.br